Feeds:
Posts
Comentários

Archive for julho \15\UTC 2010

Muito bom!!!!! esse grupo tem mais covers muito bons..

um deles é Never goona give you up. Confiram!

Anúncios

Read Full Post »

SONETO LXXXVIII
Quando me tratas mau e, desprezado,
Sinto que o meu valor vês com desdém,
Lutando contra mim, fico a teu lado
E, inda perjuro, provo que és um bem.
Conhecendo melhor meus próprios erros,
A te apoiar te ponho a par da história
De ocultas faltas, onde estou enfermo;
Então, ao me perder, tens toda a glória.
Mas lucro também tiro desse ofício:
Curvando sobre ti amor tamanho,
Mal que me faço me traz benefício,
Pois o que ganhas duas vezes ganho.
Assim é o meu amor e a ti o reporto:
Por ti todas as culpas eu suporto.

Read Full Post »

De almas sinceras a união sincera
Nada há que impeça: amor não é amor
Se quando encontra obstáculos se altera,
Ou se vacila ao mínimo temor.
Amor é um marco eterno, dominante,
Que encara a tempestade com bravura;
É astro que norteia a vela errante,
Cujo valor se ignora, lá na altura.
Amor não teme o tempo, muito embora
Seu alfange não poupe a mocidade;
Amor não se transforma de hora em hora,
Antes se afirma para a eternidade.
Se isso é falso, e que é falso alguém provou,
Eu não sou poeta, e ninguém nunca amou.


Read Full Post »

Encantamento

Encantamento

Se ela balança seu cabelo ao vento
E polvilha seu perfume na vida,
A natureza toda, seduzida,
Perde a meada, perde o pensamento,
Pra acompanhá-la assim, desentendida,
Qual quem quer nada… E o mundo todo atento:
Cada suspiro, cada movimento
Comove a Terra, da paixão vencida…
Em cada passo seu há um monumento
Ao platonismo sem voz, sem saída,
Sem esperança, vivo às escondidas,
De sonho, de ilusão, de sofrimento…
(Mas seu perfume cura essas feridas
Se ela balança seu cabelo ao vento…)

Ederson Peka

Read Full Post »

Os verdadeiros cúmulos!!!

Os verdadeiros cúmulos!!!

– Do EXAGERO: Passar manteiga no Pão de Açúcar.

– Da RAPIDEZ: Fechar a gaveta, trancar e jogar a chave dentro.

– Da PACIÊNCIA: Vomitar de canudinho.

– Do MASOQUISMO: Escorregar pelado em um corrimão de gilete , cair uma bacia de álcool e se enxugar com uma toalha de lixa.

– Da PONTARIA: Transar com mulher grávida e acertar o bumbum do neném.

– Do AZAR: O neném ser você.

– Da FORÇA: Dobrar a esquina.

– Do EGOÍSMO: não vou contar, só eu que sei.

– Da EJACULAÇÃO PRECOCE: O cara já tá vestindo o pijama e a mulher ainda tá tirando a camisola.

– Da EJACULAÇÃO PRECOCE II: Vai ser bom, não foi querida.

– Da SORTE NO FUTEBOL: Bater pro Gol e acertar no Omega.

– Da VELOCIDADE NO BASQUETE: Arremessar na cesta e acertar no Sábado.

– Do VOLEI: Dar uma manchete e acertar a Globo.

– Da VELOCIDADE: Dar a volta na mesa e pegar você mesmo!

– Da MOLEZA: Correr sozinho e chegar em segundo.

– Da REVOLTA: Morar sozinho e fugir de casa.

– Do VEGETARIANISMO: Levar a namorada para trás da moita e comer a moita.

– Da ELASTICIDADE: Colocar um pé no Pão de Açúcar, outro no Corcovado e lavar o saco na Baia de Guanabara.

– Da PREGUIÇA: casar com mulher casada.

– Da DISTRAÇÃO: Na lua de mel, levantar da cama, deixar 10 dólares na mesinha de cabeceira e ir embora.

– Da PRECAUÇÃO: bicha tomar pílula.

– Da TRISTEZA: acordar bem humorado, lembrar que é casado e tem que voltar pra casa.

– Do ARREPENDIMENTO DO CARRASCO: pois é, sempre que enforco alguém me dá um nó na garganta.

– Da TRAIÇÃO: suicidar-se com punhalada nas costas.

– Da VENTANIA: espalha até facho de lanterna.

– Da SORTE: Ser atropelado por uma ambulância.

– Da INOCÊNCIA:A menininha espremer os peitinhos pensando que são espinhas.

– Da RAPIDEZ: Ir ao enterro de um parente e ainda encontrá-lo vivo!

– Da MALDADE: Colocar tachinhas na cadeira elétrica.

– Da IGNORÂNCIA: Abrir a caneta pra procurar as letrinhas.

– Da BURRICE: Ser reprovado no exame de fezes.

– Da FEIURA: Se olhar no espelho e ter sete anos de azar.

– Da ECONOMIA: Usar o papel higiênico dos dois lados.

Read Full Post »

Primeiro encontro

O camarada estava namorando pouco tempo e foi convidado para jantar na casa de sua amada. Chegando lá, percebeu que o ambiente era chique e a família da garota estava estava toda lá para conhecê-lo. Rex, o cãozinho dela, se afeiçoou muito com o cara e na hora do jantar ficou debaixo da cadeira dele. Quando serviram a salada, bateu uma tremenda vontade no cara peidar. Sem jeito, acabou soltando um pum sem som, mas daqueles de queimar a cueca. A garota olhou de cara feia para o cachorrinho e brigou:
– Rex, sai daí!
O cara sentiu-se aliviado com a bronca e novamente outra vontade de peidar.
Soutou de novo um peidão sem som mas, o fedozão dominou o ambiente. a menina tornou a dar bronca no animalzinho indefeso:
– Rex, eu já mandei sair!
Então, o sujeito se sentiu em casa. Já na sobremesa, sem nenhum constrangimento, soltou um peidaço silencioso, foi horrível, parecia que tinha comido um gambá em decomposição. A tia da namorada quase vomitou. Foi então que a querida dele se levantou furiosa, com as mãos na cintura, olhando o cachorro e gritando:
– Rex, some daí, senão esse escroto caga em cima de vc!

Read Full Post »

Crítica da Tsuyami:

Quando o filme acabou, eu senti uma enorme sensação de ‘está faltando algo’, não parecia que o filme tinha completado minhas expectativas, nem alimentado minha fome por visualizar o romance tanto imaginado enquanto eu lia ao livro.

Ok, eu sei que nenhum filme supera nenhum livro, eu nem esperava por isso. Afinal, o filme é para os telespectadores, pois os leitores já tiveram tudo enquanto liam, mas a impressão que eu tive com esse último filme, é que ele fugiu completamente da história, do foco… Tá, eu posso mudar de opinião, assim que eu assistir mais uma vez, mas por enquanto, minha opinião é essa.

A pegação na cama, não foi nem metade do que deveria ter sido. No livro, essa cena foi muito melhor do que a própria lua de mel. A Bella tem uma necessidade absurda de consumar o ato com o Edward, os fãs passaram o livro esperando por isso e eu acho que o filme deveria ter mostrado mais essa necessidade da Bella. Seu amor, sua paixão, sua dependência, sua fome.

Achei o Edward muito apaixonado nesse filme e isso foi lindo, porém pareceu que a Bella não estava nem aí pra ele, muitas vezes.
Ah, ele também estava finalmente bonito, depois do fracasso de seu visual em Lua Nova. Não podemos esquecer que é fundamental o Edward estar lindo nas telonas, pois parte do encanto dele é a beleza absurda.

As cenas dos recém-criados foram extremamente bem feitas, não tenho um único defeito para colocar, mas são cenas que não estão no livro, uma vez que a narração é sempre da Bella. É legal vermos algo que aconteceu, mas nem foi descrito nos livros. Porém, parece que o foco do filme foi somente isso enquanto o foco do livro não.

As partes engraçadas do filme foram ótimas, eu ri exatamente nas mesmas partes que eu ria em voz alta enquanto lia Eclipse. Outra coisa ótima, apesar de ser um detalhe, foi a carta do Jacob para a Bella logo no íncio do filme, exatamente igual a mostrada no livro.

A aparição do Seth foi muito esperada e o cinema suspirou quando ele apareceu. Personagem completamente inútil em Eclipse, mas que marca presença em Amanhecer.

Achei ótimo a forma como mostraram que os vampiros são duros como mármore, a Bella repete isso inúmeras vezes nos livros e finalmente mostraram isso de forma bem clara.
Quando o Edward matou a Victoria, o cinema inteiro aplaudiu e isso foi muito legal. Aliás, eu juro que não senti falta da Rachelle. Oo

A escolha da atriz que interpreta a Bree também foi ótima, pena que não mostraram o personagem como realmente é no livro. Lendo, eu fiquei com medo da menina, mas no filme, eu fiquei com dó. Não mostrou ela toda louca pela Bella, tremendo no chão e tudo mais.

Aliás, a única cena que chorei foi quando o Edward pediu a Bella em casamento! #morri

Hum, o filme deu total importância sobre os contras da Bella virar uma vampira. Esse dilema, me deixou quase louca em algumas partes do livro e eu cheguei a pensar que seria melhor ela não se tornar uma ‘fria’.

Bom, o filme é ótimo como filme, mas achei péssimo como continuação da história, como adaptação do livro. Perdeu o foco! O romance que sempre faltou nos filmes, foi ainda menor.

Ainda to com a sensação da vazio! Mas contraditoriamente, não estou infeliz com o filme!

[Atualização]Eu disse que precisava assistir mais uma vez para ter uma opinião mais concreta. Pois bem, eu assisti ontem e a minha opinião não mudou! Realmente, foi a pior adaptação dos três. A sensação de vazio continua e confesso que mais detalhes me incomodaram.
Aquela conversa do Jacob com a Bella no final, ele realmente diz pra ela que pode esperá-la até depois? Sinceramente, não me lembro disso. E aquela conversa entre a Bella e o Edward, ela diz que quer se transformar de qualquer jeito e não é só por causa dele?
Se ambas as conversas foram fiéis ao livro, confesso que enquanto lia ao livro, não foi assim que entendi. =S

Original em:  http://www.kristenstewart.com.br/2010/07/01/criticas-de-eclipse/

Read Full Post »

Older Posts »